Dias sem pornografia


sábado, 3 de outubro de 2015

2 anos lutando contra o vício: mais de 1 ano de vida plena

Neste mês de outubro de 2015 me lembro que no dia 24/10/2013, há dois anos portanto, eu tentava meu primeiro reboot. Meio sem convicção, acreditando apenas porque não sabia mais o que tentar para descobrir o que eu tinha. Mesmo lendo no YourBrainOnPorn que eu tinha todos os sintomas do vício em pornografia, era difícil acreditar que algo tão "inocente" como a masturbação e a pornografia estariam drenando minha vida para o ralo.

Passadas as primeiras semanas eu percebi: era viciado mesmo, não conseguia parar e não sabia se um dia conseguiria.

Levei uns 6 meses para engatar o primeiro reboot, no qual fiquei limpo por algo em torno de 4 meses. Após uma recair, levei mais 6 meses até engatar um novo reboot bem sucedido - o atual - no qual estou há 280 dias limpo. Mais de 9 meses de verdadeira VIDA. Portanto, nesses dois anos tentando deixar o vício, vivi mais de 1 ano em plenitude, graças a Deus.

Desde meu primeiro reboot passei por enormes mudanças pessoais. Posso dizer que hoje entendo o significado da palavra subjetividade, pois enfim tenho uma. Antes, enquanto era viciado, eu praticamente não tinha vida pessoal. Amizades próximas comentavam: "Estudamos juntos e eu não sei nada sobre você". Era minha "vida secreta", paupérrima. Eu também vivia em guerra, com uma ansiedade extrema e cheio de certezas. Livre do vício vi as certezas burras que eu tinha se transformarem em dúvidas elaboradas. A vida ganhou nuances e cores, saído do mundo perverso dos 50 tons de escuridão com o qual nossa cultura atual gosta de flertar. Em suma, hoje sou uma pessoa, antes eu era uma caricatura de mim mesmo.

Percebi nesse tempo o quanto a falta de limites nos destrói - enquanto indivíduos e também como sociedade - e o quanto nossa cultura de derrubada de todos os limites é destrutiva. Passei a ver a importância de tudo aquilo que nossa era dos vícios pretende banir do mundo: a religião, as tradições e o passado. Até porque vivemos a primeira civilização humana onde, para a roda econômica se manter girando, é preciso viciar as pessoas, em nome do lucro (a pornografia, apenas uma das infindáveis mercadorias viciantes nos oferecida ilimitadamente todos os dias, é um dos ramos mais lucrativos do capitalismo atual... e quanto mais viciados, mais lucro. Ora, mas o que é vendido no site pornô? Você!).

Durante esse tempo eu também pude me envolver com uma pessoa. Percebi o quanto isso é enriquecedor, ter alguém às vezes só pra conversar, para assistir um seriado. Para quem não tinha vida pessoal, é uma verdadeira descoberta. Meu número de amizades só fez aumentar nesse tempo todo.

Enfim, não há uma só esfera de minha vida que não tenha melhorado! Realmente é muito bom estar longe de pornografia e masturbação. A vida dá um salto, um estágio muito superior e por pior que esteja, estará sempre melhor que a vida de alguém imerso no vício.


5 comentários:

  1. Muito saber que você tenha conseguido lutar contra o vício. Certamente tenha sido um processo difícil. Hoje tomei a decisão de me livrar desse vício. Estou começando também. Espero que consiga muita saúde e equilíbrio nessa batalha. Obrigado pelo blog. Que você continue publicando esperança aos demais. Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Olá, Magrão. Tenho sofrido de todos esses problemas que a pornografia causa. Porém, algum desses problemas também pode ser causado por circuncisão, a remoção do prepúcio. Gostaria de saber se você também é circuncisado, pois talvez os problemas que você sofreu foram agravados pela circuncisão. Obrigado.

    ResponderExcluir
  3. Oi Magrão, muito legal seu site, parabens pela coragem em expor sua vida e seu tempo em beneficio das pessoas. Hj eu sei o quanto a pornografia atrasou minha vida, tenho 40 anos e minha vida está parada no tempo. Sinto tambêm que em varios aspectos houve um retrocesso da minha psique e visão da realidade. Tive duas namoradas na vida e só uma com relação sexual plena. Hoje tenho medo de mulheres, quando busquei garotas de programa sofria de impotência psicologica. Com a impotêcia psicologica me voltei cada vez mais para o mundo da pornografia. Já faz 5 dias que nao assisto pornografia, sei que sou capaz de ficar muito tempo longe desse vicío destruidor. Quando namorava nem me fazia falta. E hj me sinto sem coragem de enfrentar a vergonha de expor minha impotência sexual com uma mulher. Passei muitas vergonhas ao longo de minha vida por isso......
    Interessante que escrevendo o que escrevi acima vejo o quâo triste é tudo isso...
    Magrão, quero ter uma namorada e me recuperar psicologicamente. Uma duvida minha que ainda nao encontrei no seu site recêm descoberto por mim é sobre a masturbação, você no geral com sua experiência é a favor da celibato total ou só do afastamento total da pornografia? Principalmente no inicio dessa luta. obrigado Magrão

    ResponderExcluir
  4. Magrao, sou o cara que escreveu o tópico acima. Ja achei a resposta..comecei a ler seu blog no inicio. abraço

    ResponderExcluir